terça-feira, 25 de novembro de 2008

TRAIDOR



Bom, fui lá ver o filme "Traidor", respaldado pelo protagonista, o bom ator "Don Cheadle" que, ou tem um agente que sabe escolher os filmes à dedo pra ele ou esse Cheadle tem a manha de identificar bons roteiros. Vamos lá: ele já fez "Hamburguer Hill", "Boogie Nights", "Coisas Pra Fazer em Denver Quando Você Está Morto", "Traffic", "Family Man", "Ocean's Twelve" e "Ocean's Thirteen" e "Hotel Rwanda" e por aí vai... Ou seja, entrei no cinema tendo esse cara como avalista. E não é que funcionou mais uma vez? "Traidor", ao contrário do que os mais jovens podem pensar, não é a biografia do João Gordo e sim um bom filme que aborda, em segundo plano um tema delicado que é a questão dos árabes nos EUA e outro nada delicado que é o terrorismo, em primeiro.

Cheadle faz um ex-soldado nascido nos EUA e filho de pai norte-americano e mãe sudanesa e que mais tarde vai pro Oriente Médio e se envolve com terrorismo e contra-espionagem. O próprio Cheeadle produziu esse filme que também tem Guy Pearce e Jeff Daniles, voltando após anos meio sumido, mas que continua a mesma cara de prego de sempre. A idéia desse filme é do comediante Steve Martin, entretanto "Traidor" não tem nada de engraçado. Para filme americano é bem corajoso pois tenta não caricaturar demais os árabes e passa levemente sobre como é difícil se muçulmano nos EUA após o 11 de setembro. A história que foca na perseguição de Cheadle por dois agentes do FBI comandados por Guy Pearce. prende atenção do começo ao fim, não é chata, as atuações são mais do que boas e o principal: o roteiro é bem amarrado, tem algumas boas reviravoltas e outras já mais previsíveis. Mas nada que comprometa. Não é um filme magnífico, mas é bem acima da média, principalmente se comparado com as "pedradas" que estreiam por aí toda semana...

Mas o que eu não entendi mesmo foi o cinema estar meio vazio e logo depois de um filme ter começado, um casal veio sentar exatamente do meu lado! Porque, se há tantas poltronas vazias, um cretino e sua mulher vem e sentam colados em mim? POR QUE? Fiquei de olho pra ver se o panaca ia começar um jogo de War para a disputa do território do braço da cadeira usando os cotovelos, mas, para meu sossego, o velhote teve um mínimo de bom senso apesar da palhaçada que fez e manteve o braço imóvel o filme todo. Quase mudei de lugar imediatamente, mas sou daquela teoria que quem chega mais cedo tem direito a pegar os melhores lugares, apesar de dois sacanas tentarem atrapalhar isso.

"Traidor" é um bom filme. Movie-Goer é assim mesmo... de vez em quando dá sorte...

Um comentário:

Bruno Ayres disse...

acabo de ver o Traíra. Mucho bom!! Mas, porra, que velho filho da puta esse, héin?!!